Pesquisar este blog

Baixa imunidade

 

baixa imunidade
mundoeducacao.com

Sintomas



Alguns sintomas como: unhas fracas, queda de cabelo, problemas de pele e cansaço, podem levar as pessoas a acreditarem que estão com baixa imunidad.
Porém não é tão simples assim. Esses sinais são muito vagos, pois podem significar uma infinidade de complicações, doenças e fatores genéticos, que pouco têm a ver com uma imunodeficiência.

A imunodeficiência (baixa imunidade) pode ser de causa primária, ou seja, quando a pessoa já nasce com a predisposição genética. Por outro lado, pessoas saudáveis, em um certo momento da vida, podem ser expostas a situações que levam o organismo a ter uma maior dificuldade para manter o equilíbrio imunológico.


Exemplos de situações e tratamentos que baixam a imunidade:


  • Uso de medicamentos que suprimem a imunidade
  • Exposição à radiação
  • Quimioterapia
  • Má alimentação
  • Uso de drogas
  • Consumo de álcool
  • Excesso de exercício físico
  • Estresse prolongado
  • Doenças que levam a uma grande perda de proteínas
  • Doenças crônicas
  • Deficiências de vitaminas
  • Falta de repouso adequado, entre muitos outros fatores.

Como saber se você realmente está com o sistema de defesa comprometido.


Não existe um exame único para detectar se a pessoa está com a imunidade prejudicada. O ideal ao perceber sintomas recorrentes ou persistentes é procurar um médico. O exame clínico realizado pelo médico, aliado à reclamação do paciente e a evolução dos sintomas, são os orientadores na solicitação de exames.

É mais fácil notar que o sistema imunológico está enfraquecido, quando há repetições de muitas complicações no organismo, que demoram a desaparecer. A diminuição da resistência do organismo, cria condições para o desenvolvimento frequente de doenças. Se a pessoa apresentar um mesmo problema mais de uma vez ou diversas vezes, deve procurar um profissional.

Mesmo assim, a detecção não é tão simples, uma vez que repetir várias vezes uma complicação não é certeza de uma queda na imunidade. Uma pessoa pode ter as unhas fracas durante muito tempo, por exemplo, porém isso pode ser apenas consequência de má higiene ou falta de alguns nutrientes na alimentação.

Por isso, fique mais atento com as doenças que costumam surgir mais quando as defesas do organismo estão frágeis.

Lista dos sinais alarmantes


Boca: herpes, amigdalite e estomatite

Pele: infecções repetitivas, abscessos, doenças causadas por fungos, vírus e bactérias

Ouvido: otites

Região genital: herpes

Sistema respiratório: gripes e resfriados

A percepção da baixa na imunidade fica mais evidente com a lista elaborada para guiar médicos e profissionais no diagnóstico de pacientes. Ao apresentar algum desses itens listados abaixo, a pessoa já deve ser investigada.

Duas ou mais pneumonias no último ano - infecção no pulmão


Oito ou mais otites no último ano - inflamação provocada pelo acúmulo de líquido no ouvido


Estomatites de repetição ou monilíase por mais de dois meses - lesões na boca e gengivas

 

Abscessos de repetição ou ectima - acúmulo de pus na pele em determinada área do corpo

 

Um episódio de infecção sistêmica grave: meningite, artrose ou septicemia - inflamação das meninges, membranas do encéfalo e da medula espinhal e pode ser causada por vírus ou bactérias.


Infecções intestinais de repetição ou diarreia crônica - mau funcionamento do intestino


Asma grave, doença do colágeno ou doença autoimune - doenças que faz o organismo produzir anticorpos contra ele mesmo


História familiar de imunodeficiência - casos na família de baixa imunidade


Efeito adverso ao BCG e/ou infecção por micobactéria - crianças que têm reação à vacina BCG, contra tuberculose.


Dica para aumentar a imunidade:


As vitaminas A e E fortalecem a imunidade, a vitamina C estimula os glóbulos brancos (leucócitos). O complexo B aumenta a quantidade e a atividade dos anticorpos.

Além das vitaminas, também as frutas, legumes e verduras reforçam o sistema imunológico. A ingestão de cereais integrais e de proteínas de alto valor biológico como o tofu (queijo de soja), peixes e frango também ajudam.

 

Você gostou desse artigo?

Então, digite seu e-mail no início da página, para
receber mais artigos como esse em seu e-mail
Totalmente GRÁTIS !

Você também pode compartilhar com seus amigos

Cadastre seu e-mail e receba as novas postagens grátis

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos do Google+

Amigos do Facebook

Postagens populares

Deixe seu comentário