Pesquisar este blog

Universitários americanos criam revolucionária membrana que previne paradas cardíacas


Membrana revolucionária para revestir o coração e evita ataque cardíaco.


Membrana revolucionária para revestir o coração e evitar ataque cardíaco
Membrana para o coração

Um grupo de universitários norte-americanos conseguiu fabricar uma membrana coronária externa, feita integralmente em uma impressora 3D.

A membrana é como uma luva extremamente fina e serve para proteger o coração. Nela, um conjunto de eletrodos milimétricos mantém e controla a função cardíaca através de impulsos elétricos, mantendo os batimentos cardíacos pelo tempo que for necessário.

Os testes foram feitos em um coelho, e tiveram resultados extremamente positivos. Primeiro um escâner tridimensional da caixa torácica do animal revelou as medidas coronárias necessárias. Em seguida, as medidas foram feitas em um molde e produzidas pela impressora. O coração do coelho foi retirado e revestido pela membrana, e o coração começou a bater novamente.

Os cientistas ressaltam que a membrana não é simplesmente um novo marca-passo, e sim uma reprodução artificial que emula as funções do pericárdio. Entretanto, diferentemente do pericárdio natural, o fabricado pela impressora interage com o coração, adequando-se às suas funções de forma complementar. Sua rede de eletrodos pode controlar a atividade elétrica do órgão e manter o batimento em um ritmo satisfatório. No caso de qualquer anomalia, seja arritmia ou colapso, a membrana tem capacidade para ajustar a intensidade de seu ritmo e prevenir uma parada cardíaca.

Os cientistas esperam que no máximo em dez anos a invenção possa ser utilizada em corações humanos.


Veja também:


Meditaçãoevita depressão e ansiedade

Alimentaçãosaudável combate estresse, ansiedade e depressão

Óleoem excesso faz mal à saúde

Vinhoum remédio para o corpo e a mente




Cadastre seu e-mail e receba as novas postagens grátis

Informe o seu e-mail:

Delivered by FeedBurner

Amigos do Google+

Amigos do Facebook

Postagens populares

Deixe seu comentário